13 de fev de 2019

Prefeitura de Tavares paga premiação de incentivo do PMAQ a servidores da saúde

A Prefeitura de Tavares, no Sertão da Paraíba, por meio da Secretaria de Saúde efetuou nesta terça-feira (12/02), o pagamento de incentivo do Programa de Melhoria de Acesso e Qualidade da Atenção Básica, o PMAQ, referente a 2018.

Esse Programa tem como principal objetivo ampliar a qualidade da assistência à saúde para os usuários fortalecendo a estratégia de Saúde da Família no município e também qualificando e gratificando os envolvidos no desempenho do programa. Com isso, o Prefeito Luiz Pereira ( Luiz Poeta), reafirma seu compromisso com a valorização profissional em todas as áreas e a garantia do Prêmio de Qualidade e Inovação.

Todos os profissionais das equipes das Unidades Básicas de Saúde e do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf) foram contemplados pela Prefeitura Municipal, como forma de reconhecimento da importância do trabalho realizado para a efetivação da política municipal de saúde pública em Tavares. Os benefícios estão sendo pagos há cerca de 100 profissionais e têm valores que variam de R$ 280,00 à R$ 4.500,00. A prefeitura está injetando na economia local o valor de R$ 141.579,90.

“Estamos aqui para garantir todos os direitos de nossos servidores. Sabemos que, para a população ter um serviço de qualidade, que atenda suas necessidades diárias, precisamos que o funcionalismo trabalhe com todas as condições necessárias para que desempenhe seu papel da melhor forma possível. Mesmo com as dificuldades, estamos fazendo com que o município cresça com planejamento e com a valorização dos que trabalham diariamente no atendimento ao nosso povo”, reafirmou o prefeito Luiz Pereira.

Segundo a secretária municipal de saúde, Shelley Suassuna, o repasse do PMAQ é uma forma de potencializar os profissionais a buscar melhorias na qualidade dos serviços de saúde e atendimento aos usuários. “Nossos profissionais merecem essa premiação, pois desenvolvem um excelente trabalho em todas as comunidades, fazendo a diferença em nossa saúde”, disse Shelley.

“A divisão dos valores destinados a cada profissional é de acordo com o repasse recebido do Ministério da Saúde e dentro da nota obtida no segundo ciclo e assim dividida conforme a lei municipal 810/2016”, disse a coordenadora da atenção básica, Aline Paiva.

Fonte: ASCOM PMT / Marta Alves

Nenhum comentário:

Postar um comentário