14 de ago de 2019

O escoadouro de órgãos público continuam em Princesa Isabel



Fala-se a boca pequena que algumas repartições públicas - tanto federais quanto estaduais -, estão na iminência de serem fechadas aqui em Princesa. Isso parece que virou moda agora. O município que, na qualidade de cidade-polo sempre foi considerado a “capital” da região, está agora sendo diminuído em sua importância. Perdemos a agência do IBGE; o PROCON; o Pronaf; a Coletoria Estadual; o Hemonúcleo; a Junta Médica Estadual e, agora, estamos prestes a ver fechadas em Princesa, a agência do INSS e as Gerências Regionais de Ensino e de Saúde. Em se concretizando, isso se constituirá num grande prejuízo para o município e para toda a região do entorno. Empregos serão perdidos e transtornos virão para as pessoas que precisarem de benefícios e aposentadorias ou funcionários que necessitarem dos serviços burocráticos das gerências de Educação e de Saúde. Apelamos aqui, preventivamente, aos políticos aliados do governador João Azevedo e também aos que votaram no presidente Bolsonaro para que façam gestões junto aos poderes públicos competentes para que seja evitada essa catástrofe administrativa.

Fonte: Blog do Dominguinhos

Nenhum comentário:

Postar um comentário