26 de jan de 2019

IFPB modifica edital, exclui cargo de técnico em necrópsia e acrescenta outros dois

O Instituto Federal da Paraíba (IFPB) publicou nesta sexta-feira (25) um edital de retificação para o concurso técnico administrativo, que inicia as inscrições na próxima terça-feira (29). A principal modificação feita pelo IFPB foi em relação aos cargos, sendo que houve a exclusão de um cargo e inclusão de outros dois.
O cargo de técnico em anatomia e necrópsia, que tinha uma vaga disponível com exigência de Ensino Médio e Curso Técnico de Anatomia e Necrópsia, foi suprimido do edital, o que significa que não estará mais disponível.
Apesar desta exclusão, foram incluídos outros dois cargos, o de técnico em assuntos educacionais e de técnico de laboratório na área de histologia e citopatologia, cada um deles com uma vaga disponível. O cargo de técnico em assuntos educacionais tem como exigência o curso superior em Pedagogia ou Licenciaturas. Já o cargo de técnico em laboratório na área de histologia e citopatologia tem como exigência o ensino médio profissionalizante ou médio completo.

Além disso, outra mudança no âmbito de cargos disponíveis foi para o posto de médico na área de psiquiatria. Antes, estava sendo necessário somente o curso de medicina como exigência para o cargo. Com a retificação foi acrescentada a especialização em psiquiatria ou residência médica em psiquiatria.
A realização da prova objetiva está prevista para o dia 31 de março de 2019. Já o período de inscrições, será entre os dias 29 de janeiro e 25 de fevereiro. A relação dos locais de prova deverá ser divulgada até o dia 26 de março. A previsão é de que o resultado final seja divulgado até o dia 3 de julho de 2019.
Cargos técnico-administrativos
O IFPB publicou edital com 36 vagas em cargos técnico-administrativos com exigência de nível médio, médio com ensino profissionalizante e superior. O cargo com mais vagas é assistente em administração, com cinco no total.Os vencimentos básicos vão de R$ 1.945,07 a R$ 4.180,66, dependendo dos cargos. A esse valor soma-se ainda o auxílio alimentação.




Nenhum comentário:

Postar um comentário