27 de dez de 2018

TAVARES: “Se trata de um golpe” Diz Vereador Edson de Benício sobre anulação da eleição da Mesa Diretora biênio 2019/2020

Durante sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Tavares, no Sertão da Paraíba, realizada nesta quarta-feira, dia 26/12, o vereador Edson de Benício, taxou como ”golpe” a anulação da eleição da mesa diretora da Câmara Municipal daquela cidade.
Fazendo uso da palavra, o parlamentar afirmou não existir nenhuma ilegalidade na eleição ocorrida em 1º de Janeiro de 2017.
A maioria dos vereadores (cinco) votaram pela anulação da eleição para o biênio 2019/2020, que tinha o vereador acima citado como presidente.
Fatos curiosos aconteceram com relação a essa “novela”, como por exemplo: a posição da atual presidente “Socorrinha”, que naquela ocasião (1º de janeiro de 2017) havia votado em Edson de Benício para presidente, e ontem se mostrou contrária a própria decisão, juntando-se ao grupo oposto a situação para anular o que ela própria havia votado a favor.
Na eleição que ocorreu em 1º de Janeiro de 2017, o vereador de 1º mandato, Marcelo de Zeca, votou contra a eleição da mesa diretora para o biênio 2019/2020. Na sessão Ordinária ocorrida nesta quarta-feira (26), o vereador inverteu os papéis com a atual presidente da casa “Socorrinha” e votou pela não anulação.
Vereadores que votaram pela anulação foram: A atual presidente “Socorrinha”, Luiz da Telpa, Lenira Almeida, Graça do Silvestre e Pablo Dantas.
Vereadores que votaram contra a anulação foram: Edson de Benício, Wilson do Silvestre, Ledinha de João de Cosme e Marcelo de Zeca.
Na decisão da maioria dos vereadores, a nova eleição ficou marcada para 31 de dezembro de 2018, em sessão extraordinária á ser realizada às 9hs.
Fonte: Blog do Djacir Pereira

Nenhum comentário:

Postar um comentário