5 de jul de 2018

ERNESTO MANGUEIRA: “É um desserviço á sociedade a propagação dessa mentira de fechamento do São Vicente.”


           

O diretor do Hospital Municipal São Vicente de Paula, Ernesto Mangueira, rebateu, mais uma vez, as denúncias que o São Vicente estaria fechado. Segundo Ernesto, essa atitude de setores da oposição não passa de “politicagem” de quem não teve responsabilidade de gerir e dimensionar saúde pública em tempos passados. “O Hospital São Vicente funciona hoje predominantemente com atendimento médico especializado, adquirimos há uns 2 meses um Aparelho de Eletrocardiograma, um laboratório de análises clínicas completo – inclusive, com um Aparelho de Hematologia Computadorizado, adquirido em 2017; funciona também o CTA – Centro de Testagem e Acolhimento. Quem entende e tem responsabilidade com a boa gestão dos recursos públicos, sabe, ou deve saber, que há uma necessidade diária de redirecionamento de pacientes que, por simples desconhecimento, procuram diretamente os hospitais em busca de resoluções de patologias que devem ser atendidas na Atenção Básica, onde o Ministério da Saúde preconiza a resolução de 85% dos casos. Em Princesa Isabel, temos todas as onze UBS’s com médicos, temos na rede complementar uma UPA 24h e um o Hospital Dep. José Pereira Lima. Acredito que poucas cidades interioranas, ainda que cidades polo, têm uma rede tão completa. Agora sejamos sinceros: em uma cidade com uma rede de Atenção Básica completa, com uma UPA 24h e um Hospital no porte do Regional, é viável deixar uma estrutura hospitalar como o São Vicente com atendimento aos domingos, onde no último tivemos apenas 5 atendimentos de baixo risco? Isso é gestão pública responsável? Ir a uma rádio comunitária fazer política em cima disso é, no mínimo, uma atitude politiqueira.”

            O diretor do HSVP encerrou falando que o agendamento para atendimento com especialistas é realizado na Rede de Atenção Básica de Princesa Isabel e também na Secretaria de Saúde do município; as especialidades disponibilizadas em junho foram: fonoaudiologia, dermatologia, especialista em histomias, ginecologia, ortopedia, endocrinologia, psiquiatria, cardiologia, reumatologia e otorrinolaringologia.


Fonte ASCOM PMPI

Nenhum comentário:

Postar um comentário