31 de mar. de 2023

O QUE É PARA UNS NÃO É PARA TODOS.


Com base no "somos todos iguais perante a lei" o Supremo Tribunal Federal faz maioria para acabar com a prisão especial para os que têm diploma de curso superior e cometem crime, dizendo que o privilégio é discriminatório, portanto, inconstitucional. 

 Pensando bem "o pau que bate em Chico tem que ser o mesmo que bate em Francisco", mas não é, pois o mesmo STF que faz maioria para tirar a prisão especial para os detentores de diploma de curso de nível superior é o mesmo que mantém o foro privilegiado para os políticos, muitos, exercendo mandatos mesmo tendo sido investigados, denunciados e até presos. 
 
Com todas as vênias, acho isso absurdamente o uso de "dois pesos e duas medidas", com base na tese de que, para se ser justo, o que serve para um serve para todos, caso contrário, há injustiça. 

Por:  Jesimiel Ferreira

Nenhum comentário:

Postar um comentário