14 de fev. de 2023

O CANARVAL DA SAUDADE



Não tinha dinheiro para brincar o carnaval, mas queria porque queria entrar na folia. 
Pediu dinheiro emprestado a um amigo para pagar no outro mês e entrou na folia de corpo e alma. 
A mulher reclamou, pois com tanto aperto e contas atrasados gastava o que não tinha com a farra. 
Chega na quarta-feira de cinzas cheio de pó e com a roupa cheia de batom para curtir a ressaca. 
Não encontra a mulher que resolveu deixar a casa por não aguenta tanta irresponsabilidade. 
Daquele dia em diante ele caiu na gandaia, vive de bar em bar e faz da vida um eterno carnaval da saudade... 
Saudade do tempo que era feliz e não sabia. 


Por: Jesimiel Ferreira Jornalista 

Nenhum comentário:

Postar um comentário