8 de jun. de 2020

O MAIOR SÃO JOÃO DO MUNDO VAI FICAR SÓ NA SAUDADE




Um vírus ‘malassombrado’
Que apareceu la na China
Também mostrou em Campina
Que é um sujeito malvado.
Deixou o povo isolado
Fez lockdouw na cidade
Só trouxe calamidade
Mostrando que é um imundo,
O maior São João do mundo
Vai ficar só na saudade.

Não vamos ver o cantor
Na abertura exibindo
Cantando e também pedindo
“Olha pro céu meu amor”.
Também vai faltar calor
No Parque a localidade
Que o povo em totalidade
Não pára nem um segundo,
O maior São João do mundo
Vai ficar só na saudade.

Não vamos ver mais fogueira
Comida típica, balão
O pipoco do rojão
Nem as caboclas brejeira.
Não vai ter a noite inteira
Na Pirâmide a mocidade
Mostrando autenticidade
Naquele forró profundo,
O maior são João do mundo
Vai ficar só na saudade.

Não vamos ver esse ano
A turma de forrozeiro
Biliu, Alcymar Monteiro
E nem Sirino e Sirano.
Nosso Amazan, Fabiano
Que é filho dessa cidade
Aquela festividade
Vai ter uma baixa afundo,
O maior São João do mundo
Vai ficar só na saudade.

Também não vai ter o Zé
Ramalho nem o Vicente
Cantando um brega pra gente
Na dança meter o pé.
Não vai ter Flávio José
E sua nordestinidade
Capilé bem à vontade
Na festa que é oriundo,
O maior são João do mundo
Vai ficar só na saudade.

Não vai ter a tradição
Que é ver nossa Elba Ramalho
Cantando sem embaralho
Na noite de São João.
Nem Jorge, Ton, Assisão
Com toda capacidade
Nem a musicalidade
De Dorgival que é profundo,
O maior são João do mundo
Vai ficar só na saudade.

Sem ter ilha do forró
Nem cidade cenográfica
Toda área demográfica
Só se ver aquele pó.
Um silencio que faz dó
Parque do Povo e cidade
Aquela adversidade
Vai na alma bem no fundo,
O maior São João do mundo
Vai ficar só na saudade.

Por causa da pandemia
Que esse vírus causou
O povo se isolou
Vive numa agonia.
Perdeu-se aquela alegria
Ficou a temeridade
E toda festividade
Se acabou num segundo,
O maior são João do mundo
Vai ficar só na saudade.

Mas Deus vai botar a mão
Pra isso logo passar
E o povo inda festejar
Fora de época o São João.
Se assim for a solução
Que tudo seja profundo
Forró a cada segundo
Mostrando como é que faz
E Campina festeje em paz
O maior São João do mundo.

Glosas: Poeta Cordelista
Rena Bezerra
Mote:
Waléria Assunção
(Repórter da TV Paraíba)
06/06/20

Nenhum comentário:

Postar um comentário