8 de jun de 2019

PRINCESA ISABEL: ENTREVISTA DE DOUTOR ALAN MOURA AO BLOG DO DOMINGUINHOS EM 07 DE JUNHO DE 2019.


Fonte: Blog do Dominguinhos.

Blog do Dominguinhos – Doutor Alan, qual o motivo de seu rompimento político com o prefeito Ricardo Pereira, ocorrido ontem (06/06/2019)?
Doutor Alan Moura – Na verdade, o rompimento já era algo tácito há vários meses, pois, as hostilidades que, tanto eu quanto meu irmão, o suplente de Deputado Estadual, Aledson Moura, vimos recebendo da parte do prefeito Ricardo Pereira já nos vinha causando grande desconforto. Aliás, considero estranho esse comportamento, pois, Aledson e eu, sempre fomos da base do Governo aqui em Princesa. Nunca votamos contra a orientação do ex-governador Ricardo Coutinho e continuamos juntos, diferente do prefeito que veio somar com o PSB somente para viabilizar o seu projeto de poder.

BD – Então, o pronunciamento do prefeito na Câmara Municipal foi a gota d’água?

AM – Sim. Quando o prefeito disse, da tribuna da Câmara, na minha presença, que não me queria como candidato a vice-prefeito em sua chapa, entendi que isso nos colocava fora de seu esquema político. Ademais, devo salientar que essa afirmativa do prefeito foi gratuita, pois, nunca aventei a intenção de compor a chapa encabeçada por ele nas eleições do ano que vem.

BD – Mas, esse rompimento é definitivo, ou pode haver ainda alguma composição do grupo Moura com o atual prefeito?

AM - Entendo ser impossível uma recomposição com um homem que disse publicamente que nós - eu e meu irmão Aledson -, iríamos sobrar na curva e que detonaria uma bomba atômica para destruir a minha intencional candidatura a prefeito de Princesa nas eleições do ano que vem. O que está claro pra nós é que foi o prefeito Ricardo Pereira quem provocou esse rompimento com a gente e afirmou, categoricamente, que não existe possibilidade de recomposição com nosso grupo, o prefeito já disse isso. Eu entendo, pois, todos sabem que Ricardo Pereira está inelegível, baseado na Lei da “Ficha Limpa”, condenado em segunda instância e que, mesmo o partido do Governo não tendo um candidato a prefeito, ele não aceita a nossa candidatura. Ademais, temos conhecimento de áudios veiculados nas redes sociais em que o prefeito afirma que, não sendo candidato, prefere apoiar um nome das hostes adversárias do o meu nome ou o do meu irmão Aledson, que somos da  base do Governo.

BD – O senhor acha que essa atitude de rompimento com o prefeito pode acarretar alguma retaliação por parte do Governo do Estado?

AM – Retaliação a quem? A nós ou ao prefeito?

BD – Ao senhor e ao seu irmão.

AM – De forma alguma, pois, não fomos nós que provocamos o rompimento. A iniciativa partiu do prefeito que, além de nos desacatar publicamente através das redes sociais, fez aquele contundente pronunciamento na Câmara dos Vereadores, na minha presença e para conhecimento de toda a sociedade princesense.

BD – Qual a avaliação que o senhor faz sobre a repercussão desse rompimento?
AM – Olha, eu sabia que isso era esperado e desejado por grande parte do povo de Princesa. Porém, te digo sinceramente: eu não esperava repercussão tão positiva. Parece que era isso que o povo tanto ansiava por acontecer.

BD – É verdade que o senhor fez um pronunciamento na Câmara, após, a fala do prefeito, dizendo que, em 40 anos Princesa não teve um prefeito decente?

AM – Não foi bem assim. Na verdade, naquele momento, eu estava focado no desastre administrativo comandado pelo atual prefeito e me excedi nas palavras. Não tive a intenção de falar mal dos ex-prefeitos recentes de Princesa. Sei que cada um cometeu seus erros, mas que acertaram muito também. Se fui inconveniente, peço desculpas, porque, sinceramente, não foi essa a intenção.

BD – para encerrar: o senhor é pré-candidato a prefeito de Princesa?

AM – Olha, eu fui o vereador mais votado no último pleito em 2016 aqui em Princesa. Meu irmão, Aledson Moura, foi sufragado por mais de 16.000 votos em toda a região da “Serra do Teixeira” nas últimas eleições. Após essas performances eleitorais, venho sendo convocado por amigos e correligionários para assumir esse compromisso diante do povo de Princesa que considero hoje a minha Terra e, caso continue esse apelo popular, não fugirei às minhas responsabilidades de servir ao povo que clama pelo meu nome e que repudia esse governo que está aí.

BD – Agora lhe peço: um recado ao povo de Princesa.

AM – Confiando em Deus e no povo bom de Princesa, vamos à vitória!

*Doutor José Alan Moura de Sousa é médico e vereador à Câmara Municipal de Princesa e postulante a uma candidatura a prefeito no pleito que se realizará no próximo ano de 2020.

Nenhum comentário:

Postar um comentário