21 de nov de 2018

A Partida do Princesense, Paulo Mariano

Partiu para outro plano o amigo Paulo Mariano, historiador maior de Princesa e um guerreiro em todos os sentidos. Herdou a fibra dos que lutaram na Guerra de Princesa, de Ronco Grosso a Luiz do Triângulo. Quando fui escrever o poema Guerra da Perdição, foi a ele que recorri para descrever a ação de cada lutador daquela batalha épica sertaneja. 
A autenticidade de Paulo foi retratada em crônica do premiado Aldo Lopes, Neto de Ronco Grosso, quando narrou que o falecido deixou registrado em testamento que queria ser enterrado no oitão do cemitério de Princesa, ao lado dos mais pobres, sem cruz sobre sua cova, para poder morrer por inteiro.Esse pedido, felizmente para nós, não será atendido. Paulo Mariano para sempre será lembrado.

Por: Miguel Lucena / Fonte Blog do Tião Lucena

Nenhum comentário:

Postar um comentário