18 de dez de 2017

Médico do Samu que xingou morador de ‘imbecil’ e ‘filho da p.’ fica 30 dias sem salário

O médico do Samu de Mogi Mirim (SP) que xingou e falou palavrões para um morador que solicitava ambulância ficará 30 dias sem receber salário e mudará de função. A punição foi determinada pela comissão de funcionários de carreira do Consórcio Intermunicipal de Saúde 8 de Abril, gestor do Samu, que já apurava a conduta do profissional. Nesta segunda-feira (18), o consórcio notificará o serviço para que a punição seja cumprida. OUÇA AQUI
“Ele estava afastado enquanto corria a sindicância. Agora é punição mesmo, sem vencimentos. Foi dado prazo para recurso, mas não foi entrado com nenhum recurso. Ele [médico] acatou a decisão”, explica o coordenador geral do consórcio, Paulo Menna Barreto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário