22 de dez de 2017

Equipe do SAMU é agredida por paciente após atendimento em cidade Paraibana.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado para atender à solicitação de populares que registraram quando um cidadão que trafegava em uma moto caiu na Rua Professor José Araújo, Jardim Guanabara, em frente da entrada do Condomínio Vilas do Lago, em Patos.
O fato aconteceu na tarde desta quinta-feira, dia 21, por volta das 13h00, quando o senhor Jardervon Cavalcante Mamede, 46 anos, que trafegava em sua moto na Rua Professor José Araújo foi surpreendido com a saída de um automóvel do Condomínio Vilas do Lago. Jardervon acionou os freios, perdeu o equilíbrio e caiu tendo escoriações pelo corpo.
Os vizinhos ajudaram a proteger Jardervon que ficou caído em via pública exposto ao sol enquanto a ambulância do SAMU chegava com a equipe composta por 4 socorristas e ainda contou com apoio da motolância auxiliando no resgate.
Jardervon foi colocado em prancha rígida, colar cervical, posto na maca e teve as escoriações limpas ao ser colocado na ambulância pela equipe. Consciente e orientado e apresentando sinais vitais normais, o paciente foi levado ao Hospital Regional de Patos para passar por avaliação mais detalhada, porém, ao chagar na área verde do hospital, Jardervon teceu palavras grosseiras a equipe e arremessou o colar cervical ferindo o rosto da técnica de enfermagem do SAMU.
Falando alto e desrespeitando a equipe do SAMU, além de funcionários do hospital, paciente e também acompanhantes, Jardervon se recusou de ter prosseguimento no atendimento e foi necessário que um dos membros da equipe do SAMU pedisse para ele se conter, pois estava causando confusão em um ambiente de doentes e funcionários.
Um dos funcionários do hospital acionou a Polícia Militar que chegou rapidamente ao local para apurar os fatos. Jardervon teve que prestar esclarecimentos sobre seus atos aos oficiais da guarnição. A técnica de enfermagem não quis levar o caso a Delegacia de Polícia Civil para registrar Boletim de Ocorrência, pois houve agressão e desacato ao servidor público durante suas funções ou razão dela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário