20 de dez de 2017

Artista ergue santuário cultural em meio à caatinga sertaneja


Quem passa pelas imediações do Sitio Alto de Davi, a apenas 1 quilômetro do município de Betânia, no Sertão do Moxotó, vai se deparar com enormes esculturas de concreto armado que parecem ‘deuses’ em eterna vigilância. Coruja, jacaré, sapo e grutas com símbolos religiosos fazem parte de um sonho acalentado por um professor de português, que produziu as obras de arte em meio a aridez do tempo.

“Na realidade eu sou professor por hobby, digamos assim. Sou um artista plástico que amo o que faço e venho fazendo estas peças aos longos do ano e não parei mais. Tudo isso é a minha vida”, revela José Adenilton, 55 anos, mais conhecido por ‘Zé do Padre’. “Fui coroinha por uns tempos e este apelido pegou até hoje”, comenta com orgulho.

As obras de ‘Zé do Padre’ ficam a 80 quilômetros de Serra Talhada e estão abertas à visitação. O artista que reside em Custodia, no Sertão do Moxotó, diz que não vai parar com o processo de criação que começou há 9 anos, mas lamenta a falta de apoio público.

Toda produção é bancada com recursos próprios e apoio da família e não conta com apoio do poder público. Apesar disso, o artista tem planos para o futuro. “Tenho um projeto de fazer a parte educativa produzindo as lendas brasileiras e criação de trilhas com a parte histórica”, disse o artista. (Fotos divulgações / Farol de Noticias)

Nenhum comentário:

Postar um comentário