18 de out de 2017

Cássio admite ficar fora da disputa em 2018: ‘NÃO TENHO OBSESSÃO’

O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) defendeu a unidade das oposições na Paraíba e elencou alguns critérios para escolha do nome do grupo para disputar o Governo do Estado em 2018.

Em entrevista ao Rádio Verdade, da Arapuan FM, Cássio alegou que, diante da opções de candidatos no grupo, é necessário: pesquisas de opinião pública, conversas com a sociedade e diálogo com os partidos.
É “difícil chegar à conclusão de uma tarefa como essa com um único critério. É um conjunto, uma cesta de temas que são ponderadas para tomar essa decisão. Apenas insisto que vou continuar advogando pela candidatura única”, argumentou.
Cássio não descartou disputar a eleição, mas alegou que essa não é uma obsessão e alegou que também pode ser necessário dar a oportunidade a outras lideranças políticas.
“Pode chegar o momento que essas forças políticas digam que sou eu que reúno as melhores condições de representar essa candidatura única. Eu vou. Agora se disserem que eu devo abrir espaços para Romero ser candidato a governador já que fica difícil, não impossível, de ter uma chapa com Romero candidato a governador e eu disputando para o Senado. Eu posso simplesmente ficar fora da disputa e volto daqui a quatro anos ou não volto mais”, pontuou Cássio acrescentando:
“Eu não tenho obsessão. Eu não tenho nenhum tipo de obstinação para disputar a eleição de toda forma e toda maneira. De forma nenhuma. Já tenho uma contribuição dada e sou muito feliz pelo que fiz pela Paraíba, pelo Brasil e iniciativa que já repercutiram muito além da fronteira paraibana”, afirmou.
Fonte: MaisPB

Nenhum comentário:

Postar um comentário