3 de set de 2017

Ciência mede influência do cérebro no ganho de peso de jovens e crianças

Quando o assunto é a obesidade, de imediato, associa-se o problema ao hábito de comer sem controle. Mas, apesar de a alimentação ser um fator-chave no ganho de peso, cientistas têm mostrado que há a interferência de outros mecanismos, sendo alguns cerebrais.
Uma pesquisa da Universidade de Medicina Johns Hopkins, nos Estados Unidos, mostra que, em crianças, a falta de saciedade pode ser provocada por fatores genéticos e falhas em atividades neurais. Outra, da Universidade de Dartmouth, também norte-americana, avalia como as propagandas de alimentos mexem com o cérebro dos pequenos. Os estudos recentes, dizem os autores, contribuem para uma visão mais abrangente da obesidade e para o desenvolvimento de medidas mais eficazes de combate e tratamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário