29 de ago de 2017

Expectativa dos três vices: Daqui a seis meses quem vai sorrir como titular?


Agosto está chegando ao fim. À medida que o calendário avança, diminui o tempo que pelo menos três governantes têm para decidir se renunciam aos cargos que atualmente ocupam para buscar outros nas eleições de 2018.

Para o governador Ricardo Coutinho (PSB) e os prefeitos Luciano Cartaxo (João Pessoa) e Romero Rodrigues (Campina Grande), restam apenas seis meses e 11 dias.

Dá para imaginar as expectativas dos três vices, todos de partidos diferentes dos titulares, para quem a posse pode representar uma guinada pessoal, e certamente mudança na visão e metas de gestão.

Ricardo comunicou intenção de ficar no cargo para garantir o controle de sua sucessão. Mas, como a política é dinâmica, poderá reavaliar o que será ficar sem mandato após 14 anos em cargos Executivos e decisões que, se agradam alguns, desagradam muitos.

Se sair, assume Lígia Feliciano. O poder sai do PSB para o PDT. Ela é médica, administrou empresas da família e se preparou, inclusive com cursos no Exterior, para o desafio de governar a Paraíba. Elogia a gestão de Ricardo e tem projetos para os passos seguintes.

Luciano Cartaxo, do PSD, renunciando para disputar o governo do Estado entregará a maior prefeitura do Estado ao PMDB. O vice, Manoel Júnior tem muita experiência em gestão pública. Foi três vezes prefeito de Pedras de Fogo, vice-prefeito de João Pessoa no primeiro mandato de Ricardo Coutinho e deputado federal com trânsito em Brasília.

O sucessor em Campina Grande é ninguém menos que Enivaldo Ribeiro, um ex-prefeito da cidade com fama de ter realizado uma das mais progressistas de suas gestões.

Se Romero Rodrigues decidir ser candidato, o PSDB transfere o poder para o PP, que tem ainda como estrelas na Paraíba o deputado federal Aguinaldo Ribeiro (líder do governo Temer na Câmara Federal) e a deputada estadual Daniella Ribeiro, que em 2012 disputou a cadeira na qual o pai poderá sentar outra vez.

Mais do que vontade pessoal, serão os cenários de daqui a seis meses que determinarão as decisões de Ricardo, Luciano e Romero. Até lá, haja coração!

Fonte: www.correiodaparaiba.com.br/Créditos: Lena Guimarães

Nenhum comentário:

Postar um comentário