21 de ago de 2017

Cartaxo chama Guarda Militar de gambiarra e alfineta Ricardo: "Não faz concurso"

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), criticou, nesta segunda-feira (21), a Medida Provisória do Governo do Estado, publicada no Diário Oficial da quinta-feira (17), criando a Guarda Militar Temporária (GMT) para auxiliar nas atividades ostensivas exclusivas da Polícia Militar dominou os debates da sessão ordinária da Assembleia Legislativa (ALPB). 

Segundo Cartaxo, a GMT é uma "gambiarra. um improviso, que não resolve os problemas da "insegurança" do Estado. As declarações do prefeito foram feitas durante o lançamento de concurso público para área de saúde com 587 vagas. 


"A gente tem feito concurso público na nossa gestão. Acho que soluções têm que ser definitivas e preservando o que a gente acha que é essencial, que é o concurso público. Na minha leitura, a Polícia Militar e a Polícia Civil mereciam um concurso público. Improvisar numa área tao importante é um prejuízo muito grande para o povo da Paraíba", declarou.

"Eu acho sim que é uma gambiarra, pois você não consegue revolver o problema de forma definitiva, como manda a Lei, com o instituto do concurso público, aí busca alternativas e vira uma verdadeira gambiarra e quem paga um preço muito alto é a população", acrescentou. 



Por Cristiano Teixeira

Nenhum comentário:

Postar um comentário